Notícias

Todo coração precisa de ajuda


 

O coração pede socorro: nas últimas décadas, houve grande desenvolvimento de medicamentos destinados a pacientes que apresentam problemas cardiológicos. Porém, em muitos casos é necessário que haja intervenção cirúrgica. E é dentro dos centros cirúrgicos que ocorreu uma verdadeira revolução nos últimos 60 anos. As cirurgias cardíacas evoluíram a passos largos, estão cada vez menos invasivas e já marcam presença na era da robótica.

            “Na década de 1950, a cirurgia cardíaca bem-sucedida era considerada exceção, pois o procedimento tinha um risco muito considerável”, comenta o cirurgião cardíaco Arnaldo Okino, diretor do Hospital do Coração de Londrina. Hoje, o quadro é outro.

            Ele explica que o coração é um órgão complexo, movido a impulsos elétricos, dotado de uma estrutura muscular, com válvulas direcionando o fluxo sanguíneo e nutrido por artérias – as coronárias. Disfunções em qualquer uma dessas estruturas ou anormalidade de funcionamento nos impulsos elétricos, causando arritmias, podem resultar em procedimento cirúrgico. Cada tipo de procedimento exige técnica e conduta médica específica.

A boa notícia destaca doutor Arnaldo Okino, é que procedimentos que antes necessitavam de cortes de mais de 20 centímetros no tórax já podem ser realizados com pequenas incisões, de aproximadamente quatro centímetros.

Procedimentos para trocas de válvulas cardíacas e para correção de cardiopatias congênitas, como a comunicação interatrial – pequena abertura que permite a passagem de sangue de um átrio para o outro - estão sendo feitos com mais frequência com a utilização da técnica minimamente invasiva. No entanto, a revascularização do miocárdio – a popular ponte de safena - também pode utilizar-se dessa modalidade.

Nas cirurgias minimamente invasivas, uma câmera, instalada por meio de uma punção, permite ao cirurgião visualizar, em um monitor, o coração do paciente. Pelas pequenas incisões no tórax, o instrumental cirúrgico chega ao ponto a ser operado, sendo controlado externamente pelo médico.

            “Com isso, o tempo de internação é mais curto e o trauma cirúrgico é menor. O paciente volta à sua rotina em poucos dias”, comemora o médico. “Contudo, é preciso lembrar que cada paciente deve ser avaliado individualmente. Nem todos podem passar pela cirurgia minimamente invasiva”, completa doutor Arnaldo Okino.

            Ainda falando em evolução, o cirurgião comenta que a modernidade traz outras notícias positivas para quem sofre com as arritmias cardíacas.

Arnaldo Okino explica que aquelas pessoas que têm uma doença chamada bradicardia, ou seja, quando o coração bate em ritmo mais lento que o normal, beneficiam-se do uso de marca-passos. Em determinados casos de taquicardia, quando o ritmo é acelerado, implanta-se o cardioversor desfibrilador automático. Alguns pacientes com insuficiência cardíaca congestiva, chamada pelos médicos de “ICC”, cujo coração já não consegue fazer corretamente o seu papel de bombear sangue para o corpo todo, ou que têm o órgão dilatado, podem ser tratados com o implante de ressincronizadores ventriculares. Dependendo, sempre, de avaliação médica. Todos esses aparelhos atualmente são dotados de alta tecnologia.

Para pacientes com insuficiência cardíaca que chegam a necessitar de transplante, a indústria farmacêutica desenvolveu novas medicações que permitem melhor qualidade de vida enquanto aguardam um novo órgão e tambémdrogas imunossupressoras – contra a rejeição - que possibilitam resultados melhores no pós-operatório. “E as pesquisas com células troncos avançam”, complementa o diretor.

Outra tecnologia muito interessante, utilizada regularmente no Hospital do Coração, permite tratar, utilizando endopróteses, casos de aneurisma de aorta torácica. Por meio de uma pequena punção na perna ou no braço, em um procedimento muito semelhante ao cateterismo cardíaco, o cirurgião, utilizando um fio guia e orientando-se por imagens de raio-x projetadas em monitores de alta definição, localiza o aneurisma a ser tratado na aorta torácica. Em seguida, pela mesma punção leva até o ponto lesionado a endoprótese, a qual se expande e adere às paredes arteriais. O aneurisma está tratado, sem a necessidade de grandes cortes.

Contudo, o conselho sempre é válido: investir em hábitos de vida saudáveis é o melhor presente para seu coração. Afinal, ele trabalha todos os dias, 24 horas, sem descanso. Somente em um ano, o seu coração bate mais de três milhões de vezes.

Crédito: repostagem publicada originalmente na revista Mais Londrina

Autora: Elizabeth Debértolis

 

 

Veja outras Notícias

11/06/2013 - APNEIA, A PERIGOSA INIMIGA DA MADRUGADA

06/05/2013 - UMA DOENÇA SILENCIOSA E AGRESSIVA

06/05/2013 - NOVOS SERVIÇOS DO HOSPITAL DO CORAÇÃO

08/04/2013 - ARRITMIA CARDÍACA - TÉCNICA REGISTRA ALTA TAXA DE CURA EM LONDRINA

08/04/2013 - ARRITMIA CARDÍACA

04/03/2013 - TÉCNICA QUE CURA ARRITMIA SERÁ CADA VEZ MAIS UTILIZADA

05/02/2013 - CIDADE GANHA CENTRO DE REABILITAÇÃO

21/12/2012 - FINAL DE ANO COM TUDO EM CIMA

06/11/2012 - AVC: UMA CORRIDA CONTRA O TEMPO

20/10/2012 - VÍDEO: Conscientização da importância do nosso coração

15/10/2012 - VÍDEO: Incentivo à prática de exercícios físicos com Dr. Labrunie

04/10/2012 - Válvulas do Coração

03/09/2012 - Segurança Hospitalar

30/08/2012 - MARATONA DE LONDRINA

10/08/2012 - HOSPITAL CORAÇÃO AMPLIA SEUS SERVIÇOS

06/08/2012 - VIDEO: Programa Vitrine com Dr. André Labrunie

24/07/2012 - DIRETORES DO HOSPITAL EM FOTO OFICIAL DE 9 ANOS

11/07/2012 - 11/JULHO/2012 - HOSPITAL DO CORAÇÃO COMEMORA HOJE 9 ANOS

02/07/2012 - LINFOMA - UM TIPO DE CÂNCER COMPLEXO

13/06/2012 - UTI Móvel oferece segurança a atletas

13/06/2012 - Hospital do Coração homenageia profissionais da Enfermagem

08/05/2012 - FRATURAS EM IDOSOS

23/04/2012 - Dores nas costas: Tratar é o melhor remédio

03/04/2012 - NOVA ESPERANÇA NO COMBATE AO CÂNCER

03/04/2012 - TURISMO MÉDICO

06/03/2012 - Família autoriza doação múltipla de órgãos

22/02/2012 - Jovem recebe prótese de mamona no crânio

13/02/2012 - Suor excessivo tem solução

13/02/2012 - O Coração cuida de nós, mas quem cuida dele?

10/02/2012 - Acordes Sertanejos

18/01/2012 - Momentos de emoção

21/12/2011 - Meningite é mais comum durante a primavera

20/12/2011 - Infecção no coração: como prevenir

20/12/2011 - UTI Móvel do Hospital do Coração na Prova Cidade de Londrina

20/12/2011 - Gualter Júnior: o cirurgião voador

20/12/2011 - "Temos um coração"

20/12/2011 - Medicina: tradição que se moderniza

29/07/2011 - Londrina é destaque em Cardiologia

29/07/2011 - Temos desafios para o futuro

17/07/2011 - Acesso direto ao intestino delgado

27/05/2011 - Gripe A ainda merece atenção

12/05/2011 - Mão que cuidam

04/05/2011 - Tabagismo - O grande vilão da saúde

20/04/2011 - O médico sempre com você